HTML Widget previsão do tempo por Weatherwidget.org
Colônia de Pescadores faz protesto contra Samarco em Baixo Guandu-ES - A Tribuna do Vale

Colônia de Pescadores faz protesto contra Samarco em Baixo Guandu-ES

Fotos: Internauta e vereador Dragão.

Um protesto aconteceu na manhã desta terça feira, 24 de abril, por volta das 8 horas, em frente ao escritório da Fundação Renova, que responde pela mineradora Samarco, e está localizado no bairro Operário, em Baixo Guandu-ES, na região noroeste do Espírito Santo.

Os manifestantes interditaram o cruzamento das ruas Duque de Caxias e Ibituba, colocando um barco e um veículo atravessado em cima da faixa de pedestre, bloqueando a passagem. O protesto foi organizado pela Associação da Colônia de Pescadores, que tem sede em Baixo Guandu-ES, e possui mais de 200 associados em seu quadro social. A polícia militar esteve no local para garantir a ordem, conversou com os arganizadores e mediou liberação das vias.

Entrevistamos o presidente da Associação dos pescadores, o Sr. Claudio Márcio, que nos relatou que a manifestação tem como objetivo chamar a atenção da Samarco, quanto a demora em atender os requerimentos protocolados anterior ao ano de 2015 e também posterior a essa data.

Claudio explicou que tem uma longa pauta de negociação que a Samarco vem empurrando com a barriga, deixando centenas de pessoas que se enquadram nas indenizações decorrentes da tragédia de Mariana-MG, excluídas dos seus direitos, enquanto muitas pessoas já receberam o benefício da mineradora, sem se quer preencher os pré-requisitos para ter direito ao benefício..

“Estão concedendo benefícios sem qualquer tipo de critério, e excluindo as pessoas que realmente foram afetadas com a lama do Rio Doce”, afirmou o presidente Claudio Marcio.

Claudio Marcio é presidente da Colônia de Pescadores

Nossa reportagem teve acesso, com exclusividade, a íntegra da Pauta Geral de reivindicação dos pescadores, que foi protocolada, informando a manifestação do dia 24 de abril (hoje), com a relação das reivindicações, veja abaixo o que diz a Pauta:

Após muita negociação, depois de mais de uma hora, veio a confirmação que os representantes da empresa Samarco irão receber a Associação da Colônia de Pescadores e os pescadores prejudicados, em uma reunião a ser marcada em um escritório na capital Vitória-ES.

Os organizadores do movimento consideraram como positiva a manifestação, segundo eles, o objetivo foi alcançado, chamamos a atênção da empresa para o problema e conseguimos uma agenda em Vitória-ES, para que nossa pauta de reivindicação seja discutida com a Samarco, destacou Claudio Márcio.

Fotos: Jornal A Tribuna do Vale.

Redação: A Tribuna do Vale o seu portal de notícias.