Comerciantes do final da Av Carlos de Medeiros reclamam da poeira. Veja!

Os comerciantes que trabalham na penúltima quadra da Avenida Carlos de Medeiros (que compreende do banco do Brasil ao Banestes), a principal avenida comercial de Baixo Guandu, no Noroeste do Espírito Santo. Estão se queixando da demora das obras naquela quadra e da poeira.

Nossa reportagem foi procurada ontem, segunda feira (11), pelos comerciantes que, alegam que o prazo médio que as obras foram feitas nas calçadas das outras quadras é de 3 semanas, no caso deles, completou 4 semanas (um mês), e ainda não foi concluída.

Outra reclamação feita pelos comerciantes é, que além da demora na conclusão das obras naquela quadra, ontem a obra ficou parada, a rua está cheia de terra, nenhum carro pipa para lavar, a poeira está insuportável.

Procuramos o secretário de Obras da prefeitura, o Sr. Maximiliano Cândido dos Santos, que nos atendeu e disse “realmente aquela quadra precisou de um tempo maior para a execução das obras, visto que foi detectado naquele trecho da avenida, uma diferença de nível muito grande, além de muitas interferências feitas pelo SAAE do município”.

Maximiliano também falou que quanto as obras estarem paradas naquele quarteirão, não é verdade, e que na questão da poeira, vai providenciar um carro pipa para lavar aquela quadra logo pela manhã, para atender a reivindicação dos comerciantes.

Carro Pipa.

Nossa reportagem esteve no começo da manhã desta terça feira (12), no local para confirmar e conforme havia prometido ontem, segunda feira (11), a secretaria de obras enviou um carro pipa que fez a lavagem do quarteirão entre os bancos, Brasil e Banestes, os comerciantes amanheceram com as suas lojas livres da poeira.

Fotos: João Bosco do Jornal A Tribuna do Vale.

Redação: Jornal ATV – A Tribuna do Vale o seu portal de notícias online.

Compartilhe
Facebook
WhatsApp

Notícias Recentes

Portal de notícias de Baixo Guandu e região Vale do Rio Doce. Desde 2018.