Pacientes voltam testar positivo para Covid-19 depois de curados na China.

Das mais de 78 mil pessoas que foram infectadas pela Covid-19 na China desde o início da crise, quase metade deles já haviam sido considerados curados e receberam alta do hospital.

Porém os médicos chineses estão preocupados com um novo fenômeno que está acontecendo no país, depois de semanas após serem curadas, pessoas estão voltando a testar positivo para o Coronavírus. Isso pode ser um sinal de que a Covid-19 será mais difícil de erradicar do que o esperado.

Segundo a imprensa estatal chinesa, o primeiro homem a ser contaminado pelo vírus na cidade de Xuzhou havia recebido alta do hospital e, duas semanas depois, voltou a apresentar os sintomas e dar positivo nos testes. O mesmo ocorreu com sua filha e os dois voltaram a ser internados.

Em diversas cidades da China muitos casos semelhantes estão acontecendo, mesmo sem que os pacientes tivessem voltado à vida normal (trabalho, estudos) e sem ter contato com outros infectados.

Na província de Cantão, no sudeste do país, 14% dos casos curados deram positivo novamente, segundo a revista chinesa Caixin.

Os médicos ainda investigam os motivos para as recaídas, uma vez que não houve contato com o vírus novamente. A opção mais aceita até agora é a de que uma pequena quantidade de vírus deve ter ficado no corpo dos infectados.

Por ser muito pequena, ela não é detectável pelo exame, mas pode se reproduzir e voltar a testar positivo, caso o organismo não tiver desenvolvido anticorpos suficientes. Também é possível que essa falta de anticorpos permita uma segunda infecção de fontes externas.

Redação: Jornal ATV – A Tribuna do Vale o seu portal de notícias online.

Facebook Comments