Pai é acusado por adolescentede abuso sexual e cárcere privado em Baixo Guandu-ES.

Baixo Guandu-ES – A acusação foi feita por uma adolescente que reside no município de Baixo Guandu, no Noroeste do Espírito Santo, que pediu socorro para a Polícia Militar denunciando o próprio pai de ter abusado sexualmente dela na madrugada de sexta-feira (29). O nome da adolescente e do seu pai, bem como o bairro onde moram não foram mencionados por questões de segurança e para preservar a adolescente.

De acordo com informações, a adolescente que estava bastante atormentada, disse aos policiais que o seu pai identificado com R., teria cometido o abuso contra ela. Ela relatou ainda que o pai usava a residência para traficar drogas e a obrigava a embalar e preparar entorpecentes e ir para diversos locais onde tais substâncias eram armazenadas.

Ao chegar no local indicado pela adolescente, os policiais a encontraram com uma irmã de apenas dois anos de idade. Muito apreensiva, ela informou que o pai estava dentro de casa e que um descuido dele permitiu que ela conseguisse sair uma vez que é por ele mantida em regime de cárcere privado.

Ao ser questionada sobre o abuso sofrido, a adolescente disse que ela e a irmã, na madrugada da última sexta-feira (29), foram forçadas pelo pai a dormir com ele, e em determinado momento acordou assustada sendo acariciada na sua região genital pelo pai.

Para interromper o abuso ela tentou se levantar, mas não conseguiu, ela foi agarrada por trás pelo pai que continuou a acariciar a filha, por todo o corpo e de forma mais intensa. A garota através de seu celular, mostrou aos policiais fotos de alguns entorpecentes que era obrigada por meio de ameaças a manusear dentro de casa.

Os militares então entraram na residência e avistaram o acusado e mais dois indivíduos, identificados como R.T., E.M.V., e E.S.Q.M. Durante a abordagem foi encontrado na casa uma bolsa preta de propriedade do pai, R$ 450 reais em notas fracionadas, uma sacola contendo em seu interior diversos invólucros plásticos, conhecidos como sacoles e um aparelho celular.

Ao vistoriar alguns locais apontados pela denunciante, em uma mata próxima ao aeródromo de Baixo Guandu, os policiais encontraram um pedaço grande de crack que fracionado renderia cento e cinquenta e cinco pedras. Foi feito contato com o Conselho Tutelar que ficou responsável pela adolescente e sua irmã.

O acusado e os outros dois traficantes foram autuados em flagrante e conduzidos à Delegacia de Polícia para as devidas providências.O pai das menores R., e os demais traficantes foram presos e encaminhados à Delegacia de Polícia para as devidas providências.

Redação: Jornal ATV – A Tribuna do Vale o seu portal de notícias online.