Decretada situação de emergência na saúde de Baixo Guandu e restrições são ampliadas. Veja!

O prefeito Neto Barros, do município de Baixo Guandu, no Noroeste do Espírito Santo, decretou ontem, quarta feira (18), situação de emergência na saúde pública de Baixo Guandu e ampliou as restrições de funcionamento de vários setores da sociedade. O anúncio foi feito através de um vídeo onde o prefeito estava junto com a secretaria municipal de Saúde, Terezinha Bolzani.

Mesmo com a confirmação que o município não tem nenhum caso suspeito ou positivo de coronavírus Covid-19, o prefeito entende que a prevenção é muito importante para garantir que o vírus não entre no município. Seguindo os mesmos protocolos adotados pelo governo estadual.

No decreto municipal, ficam suspensas várias atividade no município, aumentando quase que total as restrições de funcionamento de órgãos públicos, shows e eventos, feiras livres, reuniões, cultos, academias entre outros.

Confira as restrições e recomendações constantes do decreto.

* Suspensão das aulas na rede pública municipal inicialmente até o dia 3 de abril, incluindo as creches, podendo este prazo ser estendido;
* Limitação de algumas atividades no serviço público municipal, porém sem afetar os trabalhos na área da saúde. Os consultórios dentários só poderão atender a casos de emergência.

* Suspensão das atividades da Feirinha Municipal, realizada na Praça São Pedro;
* Suspensão do funcionamento de academias;
* Suspensão de atividades, nas áreas pública e privada, de eventos como bailes e shows que envolvam idosos – pessoas acima de 60 anos de idade;
* Recomendação para bares e restaurantes no sentido de promoverem adequações físicas de maior separação das pessoas que frequentem o ambiente;
* Recomendação para suspensão do funcionamento de escolas e creches na rede particular;

Recomendação de suspensão das atividades das casas de shows e congêneres, visando a proteção da saúde dos usuários;
* Recomendação para Igrejas e locais de Culto no sentido de que as atividades sejam realizadas com número de pessoas reduzido;
* Criação da Sala de Situação de Emergência, envolvendo várias secretarias e setores municipais, objetivando reuniões periódicas de avaliação da crise de coronavírus.

Para ver a íntegra do decreto municipal  clique aqui.

Redação: A Tribuna do Vale com informações da SECOM/PMBG.

Compartilhe
Facebook
WhatsApp

Notícias Recentes

Portal de notícias de Baixo Guandu e região Vale do Rio Doce. Desde 2018.