HTML Widget previsão do tempo por Weatherwidget.org
Único Caixa 24 hs da cidade é retirado de farmácia em Baixo Guandu-ES - A Tribuna do Vale

Único Caixa 24 hs da cidade é retirado de farmácia em Baixo Guandu-ES

                                                        Foto: Jornal A Tribuna do Vale.

O Caxa eletrônico foi retirado da farmácia.

Em Baixo Guandu-ES, município localizado na região noroeste do Espírito Santto, com uma população que gira em torno de 32 mil habitantes, o único caixa eletrônico 24 horas, que funcionava em uma farmácia no centro da cidade, foi retirado do estabelecimento a pedido do proprietário.

De acordo com informações obtidas por nossa reportagem, o motivo da retirda do caixa não teve qualquer problema operacional e sim somente foi um pedido particular, feito pelo proprietário do estabelecimento, que segundo ele, o caixa não apresentava qualquer tipo de vantagem na quetão de custo benefício que justificasse a sua permanência na farmácia, e ainda listou algumas situações como bagunça em seu comércio, com tumulto de filas, insegurança pelo risco de assaltos, aumento de despesa, entre outras que contribuiram para o pedido de retirada do equipamento.

O banco 24 horas era o único equipamento que existia na cidade, beneficiava muitas pessoas, em especial os beneficiários da Samarco, que usavam o banco para sacar as suas indenizações com o cartão magnético aceito por uma das bandeiras que o sistema eletrônico oferecia. Com a retirada do banco 24 hs quem recebe pela Samarco terá agora que se dirigir para Aimorés-MG ou Colatina-ES, acarretando transtorno e despesas com deslocamento.

Boatos sobre pagamento da Samarco.

Com a retirada do banco 24 horas, surgiu boatos na cidade que o motivo seria pelo fato de que a Caixa Econômica Federal passaria a aceitar os cartões da Samarco, e que já teria pedido a Casa lotérica que fica ao lado da farmácia para fazer uma reforma na sua estrutura para iniciar os pagamentos da Samarco.

Nossa reportagem foi ouvir as partes envolvidas e constatou que tudo não passou de uma coincidência e mera especulação, que causou essa onda de boatos no município. Segundo relatos do representante da casa lotérica, no fim do ano a Caixa já havia solicitado que o mesmo fizesse uma adequação na parte física do imóvel para atender as exigências do Banco quanto as atividades da casa lotérica, esse seria o verdadeiro motivo da reforma, e não para pagar ninguém da Samarco como espalharam na cidade.

O Gerente da Caixo Econômica foi procurado por nossa reportagem e negou a afirmação que o banco passaria a aceitar o pagamento dos cartões dos beneficiários da Samarco, e confirmou que a Caixa está sim é fazendo o cadastramento das pessoas que estão firmando acordo para receber as indenizações da Samarco, com abertura de contas para essa finalidade.

Redação: A Tribuna do Vale o seu portal de notícias online.