Vereador acusa presidente de faltar com a palavra e revela acordo que o elegeu em 2017

Durante o seu pronunciamento na “palavra franca”, da última sessão da Câmara de vereadores de Baixo Guandu, onde foi reeleito o presidente Wilton Minarini. O vereador Romilson Araújo, que disputou a presidência depois que o vereador Dragão retirou a candidatura, soltou o verbo e acusou Wilton de não ter palavra e revelou combinado para eleger Minarini no 1º mandato em 2017.

Em um tom de desabafo, Romilson parabenizou os eleitos da nova Mesa, agradeceu os votos recebidos e olhou de frente para Wilton e disse: “Quero falar olhando no seu olho presidente e dizer o motivo porque estou chateado, eu não sou falso, o senhor pra mim não cumpriu a regra do que foi combinado com o grupo de vereadores que te elegeu e te colocou nessa cadeira”, disparou Araújo.

O plenário da Câmara ficou surpreso com  acusação. Romilson continuou dizendo “O senhor não está cumprindo com a sua palavra, o senhor fez um compromisso para ser eleito por dois anos e os outros dois anos seria o César Dragão, esse era o combinado, você sabe do que estou falando e hoje você não está honrando o que foi combinado”, desabafou Romilson.

No dia seguinte à sessão procuramos o vereador Romilson Araújo para saber do desabafo e ele nos atendeu dizendo que tudo o que disse não tira um vírgula e nem uma letra, fomos traídos e ele sabe do que falei, ele nunca seria presidente se não tivesse o apoio do nosso grupo, eu tenho palavra e honro os meus acordos, afirmou o vereador.

Entramos em contato com o presidente Wilton Minarini por telefone para ouvir o que ele tinha a falar sobre as declarações do vereador Romilson. Wilton disse que não iria comentar o assunto.

Assista ao vídeo e veja o pronunciamento do vereador Romilson Araújo:

 

Redação: ATV – A Tribuna do Vale o seu portal de notícias.