HTML Widget previsão do tempo por Weatherwidget.org
Aliança Energia investe na modernização dos Reguladores de Velocidade e Tensão da Usina Hidrelétrica de Aimorés-MG. - A Tribuna do Vale

Aliança Energia investe na modernização dos Reguladores de Velocidade e Tensão da Usina Hidrelétrica de Aimorés-MG.

Sempre em busca das melhores práticas e tecnologias, a fim de garantir um trabalho seguro, otimizado condizente com as normas dos órgãos responsáveis, a Aliança Energia segue com o projeto de modernização da Usina Hidrelétrica de Aimorés, localizada na Bacia do Rio Doce, com potencial de geração de 330 MW.

Nesta etapa, está sendo feita a substituição dos Reguladores de Velocidade e Tensão (RV/RT) da usina, que proporciona o aumento da confiabilidade operativa e segurança no controle das turbinas. O trabalho envolve cerca de 80 colaboradores, próprios e terceirizados.

Parte das demandas foram identificadas durante diagnósticos da engenharia e equipe de O&M, que avaliaram diferentes aspectos dos equipamentos em operação na unidade. De acordo com as análises realizadas, a decisão de modernizar os sistemas, se baseou em fatores como a dificuldade da reposição de peças e a obsolescência em relação aos avanços tecnológicos atuais.

Segundo o engenheiro eletricista da Aliança Energia, Flávio Mendonça, a troca vem para adequar à nova realidade, e com um adicional interessante: valorizando empresas e fornecedores nacionais. “Os novos reguladores possuem uma interface mais simples, uma quantidade maior de variáveis de ajuste, além de responder mais rapidamente às oscilações do sistema elétrico”, pontua.

Melhorias de processos

Na Usina Hidrelétrica de Aimorés, os trabalhos de modernização tiveram início em setembro de 2021. Em agosto foi finalizada a troca dos reguladores da segunda máquina e, neste mês, foram iniciados os trabalhos para a mesma substituição na última unidade geradora da planta, com destaque para a adoção de um equipamento integrado que atua como regulador de velocidade e tensão, substituindo o que antes eram sistemas distintos.

“Nossas equipes estão sempre atentas a técnicas mais seguras e atuais no processo de geração de energia. Eu tenho participado desse projeto desde o início e é nítido o envolvimento de todas as áreas como operação e manutenção, engenharia, meio ambiente, segurança do trabalho, administrativo, entre outros. Essa melhoria dos equipamentos vem para garantir confiabilidade, reduzindo o risco de falhas e melhorando os indicadores de disponibilidade da usina. Uma grande novidade é que nacionalizamos todo o regulador, dando valor às empresas brasileiras e diminuindo custos”, explica o gerente de O&M da Aliança Energia, Sandro Horta.

Usina de Aimorés

A Usina Hidrelétrica de Aimorés, que pertence à Aliança Energia, está localizada na Bacia do Rio Doce e abrange quatro municípios: Baixo Guandu (ES), Aimorés, Itueta e Resplendor (MG). Inaugurada em 5 de maio de 2006, a UHE tem potencial de geração de 330 MW, o suficiente para abastecer uma cidade com 1 milhão de pessoas.

Redação: Jornal ATV – A Tribuna do Vale com informações de Adriane Bernardes.