Zagueiro asfixia e mata filho de 5 anos que tinha suspeita de covid-19 e diz,”Eu nunca o amei”.

Um covarde assassinato chocou o mundo, o zagueiro de futebol, Cevher Toktas, que atua pela equipe do Bursa Yldrmspor, na Turquia, confessou nessa semana ter assassinado seu filho, de apenas cinco anos de idade.

De acordo com as informações, o crime aconteceu no dia 23 de abril deste ano, a criança estava internada em um hospital com sintomas do novo Coronavírus.

Confira abaixo o depoimento onde o pai assassino revela detalhes de como assassinou e tirou a vida do próprio filho.

“Coloquei uma almofada na cabeça do meu filho, que estava deitado de costas. Pressionei por 15 minutos sem parar. O meu filho resistiu durante algum tempo. Quando parou de se mexer, levantei a almofada. Então, chamei os médicos para que não suspeitassem de nada. Eu nunca amei meu filho mais novo, desde o nascimento. Não sei porquê. A única razão pela qual matei foi porque não o queria. Eu não tenho nenhum problema mental”, disse o jogador.

Toktas será julgado nas próximas semanas correndo o risco de ser condenado à prisão perpétua.

Redação: Jornal ATV – A Tribuna do Vale o seu portal de notícias online.

Facebook Comments