HTML Widget previsão do tempo por Weatherwidget.org
Cigano suspeito de matar ex-namorada Cenimara, estilista Guanduense é preso em Minas Gerais. - A Tribuna do Vale

Cigano suspeito de matar ex-namorada Cenimara, estilista Guanduense é preso em Minas Gerais.

Baixo Guandu-ES – Passado quase oito anos do assassinato da estilista Guanduense, Cenimara de Freitas Cortes Ribeiro, graças a um trabalho integrado de inteligência das Polícias Civis de Baixo Guandu no Espírito Santo e do município mineiro de Viçosa, o Cigano J. F. F, principal suspeito de ser o autor da morte da ex-namorada no dia 14 de agosto de 2013, em sua casa na Avenida Antonio Sampaio no Centro de Baixo Guandu-ES, foi preso na quarta-feira (21) no município de Ervália-MG.

Cigano foi preso em sua residência, e de acordo com as investigações ele (Cigano), estaria mantendo uma mulher em cárcere privado, o que foi negado posteriormente pela suposta vítima. Os policiais chegaram na casa de J. F. F. para cumprir mandado de busca e apreensão e ao chegar encontrou familiares do Cigano que a princípio negaram que ele estava na residência.

Ao serem informados pelos policiais que a casa seria revistada eles (os parentes), assumiram que J.F.F. estava no local. No momento que foi abordado, Cigano estava portando uma arma de fogo que segundo a polícia pode ser a mesma utilizada no feminicídio da estilista e se utilizava de uma identidade falsa.

Segundo o delegado Hedson Félix, titular da Delegacia de Polícia de Baixo Guandu-ES, que acompanhou os trabalhos da prisão do Cigano, ele é suspeito de cometer outros crimes no Estado de Minas Gerais. Após ter ciência de que os policiais sabiam da sua verdadeira identidade, ele acabou confessando.

Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva em aberto por homicídio expedido pela justiça criminal de Baixo Guandu em 2014. Depois do cumprimento do mandado, Cigano foi autuado em flagrante por pose ilegal de arma de fogo e falsa identidade. Ele foi levado ao sistema prisional mineiro de onde será transferido para um presídio do Espírito Santo até a data de seu julgamento, que será na cidade de Baixo Guandu, no Noroeste capixaba.

Lembre do caso:

Na época do crime, a vítima havia acionado a polícia após alguém ter ateado fogo na porta da casa dela. Segundo o boletim de ocorrência feito na ocasião, Cenimara suspeitava que o autor do crime fosse o ex-namorado (Cigano). Ainda de acordo com o boletim de ocorrência registrado pela vítima, o suspeito teria feito ameaças por telefone, pois ele não aceitava o fim do relacionamento.

Após o fim da ocorrência, a polícia foi acionada novamente, Cigano chamou pela jovem que foi até o portão e ao perceber que seria morta tentou correr e subir a escada mas foi atingida por três disparos de arma de fogo. Cenimara foi encontrada baleada com três tiros, ela chegou a ser socorrida e levada para o pronto socorro, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Redação: Jornal ATV – A Tribuna do Vale o seu portal de notícias online.